FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO PAULO

HOME | Cursos

CURSOS DA FATEC-SP (III)

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM
MATERIAIS

MATERIAIS

O PROFISSIONAL

O tecnólogo em materiais atua na pesquisa, desenvolvimento, produção e aplicação de novos materiais metálicos, cerâmicos, poliméricos ou compósitos. Possui forte atuação no setor de projetos, controle de qualidade e inspeção de materiais: monitora desde a seleção da matéria-prima, definição dos métodos de produção até a aplicação industrial, assim como qualifica e avalia o desempenho desses materiais. O tecnólogo em Materiais é o profissional que projeta estruturas, propriedades e processos de fabricação para desenvolver novos materiais com propriedades específicas que possam satisfazer as necessidades do mercado e tecnologias atuais.

Áreas de Atuação

O emprego industrial é composto por um amplo espectro de indústrias, incluindo petroquímica, metalúrgica e siderúrgica, automobilística, aeronáutica, construção civil, de embalagens, refratários, plásticos e borrachas, vidros, pisos e revestimentos, porcelanas, celulose, resinas, ligas metálicas, entre outras.

A DEMANDA

Atualmente, destaca-se uma forte demanda por este profissional na área de reciclagem e desenvolvimento de materiais sustentáveis. A atuação do tecnólogo em Materiais abrange organizações públicas e particulares como: prestação de serviços; consultoria; instituições de ensino e pesquisa, de desenvolvimento científico e tecnológico. O aluno egresso pode candidatar-se aos programas de mestrado, doutorado e cursos de especialização em virtude de sua ampla formação, além de poder participar de concursos públicos. O tecnólogo em Materiais também poderá optar pelo registro profissional junto ao CRQ ou CREA.

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM
MECÂNICA DE PRECISÃO

MECÂNICA DE PRECISÃO

O PROFISSIONAL

O Tecnólogo em Mecânica de Precisão está habilitado a atender, a montar, a manter, a desenvolver e a projetar sistemas mecânicos de precisão, que integram a mecânica e a eletrônica à informática. Trabalha com os conceitos da mecânica tradicional para entender como funcionam os atuadores mecânicos, pneumáticos, hidráulicos e eletromecânicos. Lida com as funções dos sensores ópticos, hidráulico-pneumáticos, mecânicos eletrônicos e outros, que irão converter vários tipos de grandezas físicas em sinais elétricos que, por sua vez, serão controlados por computadores.

CONHECIMENTOS BÁSICOS

Conhecimentos em eletrônica e informática, além da mecânica, fazem parte integrante da sua formação profissional.

CAPACITAÇÃO

Está capacitado para realizar testes de avaliação de sistemas automatizados, para controlar a qualidade de produtos utilizando métodos metrológicos de precisão. Pode dedicar-se ao ensino e à pesquisa aplicada, bem como realizar vistorias, avaliação e laudo técnico dentro do seu campo profissional.

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM
MICROELETRÔNICA

MICROELETRÔNICA

O PROFISSIONAL

O tecnólogo em Microeletrônica, está habilitado a desenvolver atividades de controle, qualificação e otimização de processos de fabricação de componentes eletrônicos e dos diversos materiais utilizados. Destacam-se atividades como aperfeiçoar e projetar processos e componentes eletrônicos, realizar caracterizações elétricas e físicas e analisar circuitos com apoio de forte embasamento teórico, aliado às atividades experimentais em laboratórios.

Outras atividades

Este profissional pode executar outras tarefas, tais como: supervisão de linha de produção; controle de qualidade de etapas do processo; controle de qualidade de componentes; serviço de análise de materiais; operação de equipamentos complexos de processos; operação de equipamentos de caracterização de materiais e apoio ao estudo de confiabilidade e análise de falhas.

Áreas de Atuação

O aluno está apto a atuar em indústrias, empresas, universidades e centros de pesquisa, assim como dar continuidade aos estudos em nível de pós-graduação.

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTRADAS
(ANTIGO CURSO DE MOVIMENTO DE TERRA E PAVIMENTAÇÃO)

ESTRADAS

O CURSO

O Curso Superior de Tecnologia da Construção Civil modalidade Movimento de Terra e Pavimentação, foi autorizado pelo Conselho Estadual de Educação em 20 de abril de 1970 (Decreto Federal nº. 66.835, de 03 de junho de 1970) e obteve seu reconhecimento pelo Decreto 74708 de 17 de outubro de 1974, com vigência mantida pelo Artigo 1º do Decreto Federal de 25 de abril de 1991, combinado com o Artigo 2º da Portaria nº 1790 de 22 de dezembro de 1993.

Desde o reconhecimento do curso em outubro de 1974 os objetivos gerais e específicos e o perfil do profissional com suas competências e habilidade foram se aperfeiçoando, sem nunca perder seu foco, ou seja, o campo de atuação Movimento de Terra e Pavimentação.

RENOVAÇÃO E MODERNIZAÇÃO DO CURSO

O parecer CEE nº 212/2017, publicada no DOE/SP em 10 de agosto de 2017, renova por mais cinco anos o reconhecimento do Curso Superior de Tecnologia da Construção Civil - Modalidade Movimento de Terra e Pavimentação.

O curso de Movimento de Terra e Pavimentação foi reestruturado, modernizado de acordo com as novas diretrizes no intuito de melhor atender as novas demandas de mercado, com modificações na estrutura curricular e será oferecido, a partir do primeiro semestre de 2022, com a denominação “Estradas”.

DURAÇÃO

O curso de Movimento de Terra e Pavimentação tem 3.040 aulas, equivalentes a 2534 horas + 160 horas de Trabalho de Graduação, como Estradas passará a ter duração de 2880 aulas, equivalentes a 2400 horas.

Turno Noite: 40 vagas

Perfil profissional

Os Tecnólogos em Movimento de Terra e Pavimentação e Estradas de acordo com suas competências e habilidades estão direcionados principalmente à infraestrutura viária, projetando, planejando, dirigindo e supervisionando a pavimentação, o traçado geométrico, a terraplenagem, os sistemas de drenagem, a sinalização viária e a recuperação de pavimentos, além de outras atividades afins.

Páginas 1 | 2 | 3 | 4